Notícias com a tag ‘sin-city-2-a-dama-fatal’

O Perfil dos Personagens de Sin City

 

O retorno de Marv em Sin City – A Dama Fatal
Em Sin City: A Dama Fatal, Mickey Rourke, interpreta mais uma vez o herói Marv. Com aparência amedrontadora e comportamento incontrolável, assim como no filme Sin City: Cidade do Pecado, Marv irá fazer de tudo para proteger seus amigos das maldades que cercam a cidade. Superprotetor das mulheres, ele irá ajudar Nancy Callahan em ”Nancy’s Last Dance”.

 

Nancy Callahan jura vingar a morte de Hartigan em Sin City: A Dama Fatal
Nancy Callahan, interpretada por Jéssica Alba, personagem principal de ‘Bastardo Amarelo’, uma das histórias que compõe Sin City: Cidade do Pecado, dá continuidade a sua vingança em Sin City: A Dama Fatal após Hartigan sacrificar a própria vida para protegê-la. Nancy foi uma das personagens que mais se transformou durante a história, deixando de ser uma menininha inocente e passando a enfrentar os mais temidos vilões em Sin City: A Dama Fatal.

 

Dando sequência as histórias que compõe Sin Ciy – A Dama Fatal Gordon Levitt aparece em “A Long, Bad Night”
Johnny é um dos novos personagens de Sin City: A Dama Fatal, interpretado pelo ator Gordon Levitt, criado por Frank Miller especialmente para o filme. Johnny chega a Sin City e logo se dirige ao Kadie’s Club, onde consegue gerar uma grande quantia em caça-níqueis, antes de encontrar o temível Senador Roark. Diferente de qualquer história do primeiro filme, Miller, desenvolveu um personagem inédito sem se basear em nenhuma outra graphic novel.

 

O maldoso Senador Roark promete atormentar ainda mais a vida dos habitantes de Sin City, em Sin City: A Dama Fatal
Assim como no primeiro filme Sin City: Cidade do Pecado, o Senador Roark aparece em outras duas histórias “The Long, Bad Night” e “Nancy’s Last Dance” no novo Sin City: A Dama Fatal. Roark continua sendo o homem mais poderoso de Sin City, e promete atormentar a vida do novato Johnny e da sedutora Nancy, que busca vingar a morte de Hartigan.

 

Dwight McCarthy retorna a Sin City interpretado por Josh Brolin
O filme revela o porque do personagem reconstruir o rosto, que aparece completamente diferente de como o conhecemos no primeiro filme, Sin City: A Cidade do Pecado. Após abandonar Dwight, Ava Lord, se casa com um dos homens mais ricos de Sin City. Arrasado, ele passa a ter constantes ataques de raiva. Em Sin City: A Dama Fatal, Ava retorna bem no momento em que ele está conseguindo se reerguer.

 

Eva Green interpreta a Femme Fatale Ava Lord em Sin City: A Dama Fatal
A femme fatale Ava Lord, convence boa parte dos personagens de Sin City: A Dama Fatal a realizar seus desejos. Com sua bela aparência, pele branca, olhos verdes e cabelos pretos, Ava, deixa qualquer homem aos seus pés. No filme, Ava implora que Dwight a proteja dos abusos que sofre nas mãos de seu marido e seu maligno braço-direito, Manute.

 

Sin City – A Dama Fatal traz Manute como servo fiel de Ava Lord
O misterioso Manute aparece em Sin City: A Dama Fatal como o guarda-costas da poderosa Ava Lord. Muitas histórias a respeito do passado de Manute serão reveladas, uma delas se refere a deformidade no olho do personagem. O fiel protetor do senhor do crime em Sin City: Cidade do Pecado irá fazer de tudo por Ava Lord. Manute é interpretado por Dennis Haysbert, que substitui Michael Clarke Duncan, falecido logo após o início das filmagens.

 

A guerreira amazona Gail tem como missão proteger Dwight que corre perigo em Sin City: A Dama Fatal
Rosario Dawson interpreta Gail, uma guerreira amazona que lidera uma gangue de prostitutas assassinas em Old Town, o distrito mais perigoso de Sin City. Seu único ponto fraco é a relação que mantém com Dwight McCarthy, que após se ausentar de Sin City, retorna a Old Town pedindo ajuda. Gail tem a missão de defendê-lo até a morte.

 

Guerreira oriental Miho faz justiça com as próprias mãos
A corajosa Miho interpretada por Jamie Chung é uma exímia guerreira. Seus inimigos nunca estão preparados para enfrentar seus silenciosos golpes de espada. Devon Aoki, atriz que interpretou Miho no primeiro filme, teve que ser substituída por estar grávida. Miho acaba enfrentando todos que aparecem em seu caminho.

 

Marv tenta desvendar o assassinato de Goldie em Sin City: A Dama Fatal
Jaime King, retorna a Sin City, para interpretar as prostitutas gêmeas de Old Town, Wendy e Goldie. No primeiro filme, Marv acorda e encontra Goldie morta ao seu lado, levando-o a vingar a sua morte. Em Sin City: A Dama Fatal, é mostrado mais sobre a relação de Goldie com sua irmã.

 

Mort entrega-se a luxuria após conhecer Ava Lord em A Dama Fatal
Um dos poucos policiais honestos de Sin City, Mort, acaba se rendendo aos encantos de Ava ao investigar a morte de seu marido. Mort aparece no filme como um policial casado e fiel incapaz de cometer qualquer delito.

Bob interpreta um típico policial de Sin City, abusando dos privilégios que a função oferece
Bob é um policial que abusa do poder e dos privilégios sua profissão em Sin City: A Dama Fatal. Com intuito de proteger seu parceiro Mort, ele o alerta sobre os perigos de se envolver com Ava Lord, uma misteriosa femme fatale com o poder de deixar qualquer homem aos seus pés.

 

Stacy Keach Interpreta o chefe da máfia Wallenquist em Sin City
O chefe da máfia Wallenquist, interpretado por Stacy Keach, retrata o lado grotesco de um homem que pertence ao lado escuro da força. Um personagem friamente mau, mas que tem um fraco por mulheres bonitas.

Sin City: A Dama Fatal estreia hoje. Você não pode perder!

Preparamos uma matéria especial pra você ficar por dentro de tudo que acontece no universo de Sin City. A expectativa maior fica em torno do segundo filme da série que será lançado nesta quinta-feira (25). Frank Miller e Robert Rodriguez vão mostrar ao mundo duas histórias inéditas que se conectam com duas clássicas, explorando os encantos de Ava Lord, a Dama Fatal.

 

Prestes a completar 10 anos Sin City: Cidade do Pecado, filme inspirado nos quadrinhos de Frank Miller e codirigido por Robert Rodriguez ganha continuidade com o novo Sin City: A Dama Fatal. O primeiro filme, lançado em 2005, adaptou para as telonas três histórias independentes, “Bastardo Amarelo”, “ O Cliente Tem Sempre Razão” e “A Grande Matança”. Seguindo fielmente os quadrinhos o filme é tomado por uma atmosfera noir com cenas feitas em preto e branco. Sin City não é um filme colorido, mas, em alguns momentos há presença da cor, realçando elementos tidos como essenciais perante ao diretor. Em Sin City o pecado está por toda parte. E se falta justiça, sobram policiais trapaceiros, mulheres sedutoras e homens poderosos no cenário sombrio da cidade.

 

 

Diferente do primeiro Sin City, que foi retirado na íntegra dos quadrinhos, Sin City: A Dama Fatal apresenta histórias nunca antes publicadas. O filme é composto por quatro segmentos isolados, que se conectam a medida que o filme evolui, entre as histórias então as conhecidas “Apenas Outra Noite de Sábado” e “A Dama Fatal” (que dá título ao filme); além de duas novas histórias escritas por Miller, chamadas “The Long, Bad Night”, que apresenta o personagem Johnny interpretado por Joseph Gordon-Levitt; e “Nancy’s Last Dance”, que será centrada em Nancy, personagem de Jessica Alba.

 

 

Ficou curioso sobre o que vai acontecer no final da história? Sin City: A Dama Fatal estreia nesta quinta-feira (25). O elenco do filme conta com Bruce Willis, Jaime King, Eva Green, Dennis Haysbert, Christopher Meloni, Jeremy Piven, Jamie Chung, Ray Liotta, Juno Temple, Julia Garner e Stacy Keach, garantia de gente bonita e talentosa na telona.

 

Saiba mais em facebook.com/SinCityOficial, e fique por dentro de onde assistir!

 

Assista ao trailer:

Onde assistir Sin City: A Dama Fatal

Assista ao trailer

Em parceria com Robert Rodriguez vocalista do Aerosmith lança faixa para Sin City: A Dama Fatal

 

O novo filme de Robert Rodriguez, Sin City: A Dama Fatal, inspirado nos quadrinhos de Frank Miller, apresenta uma trilha sonora composta pelo próprio diretor. Uma das faixas do filme recebeu o nome de Skin City, fazendo analogia ao título original do longa. A canção foi interpretada por Steven Tyler, vocalista do Aerosmith.

 

As faixas inéditas aparecem de forma instrumental destacando elementos de ação. No decorrer de Sin City, Rodriguez explora o universo da música eletrônica, característica bem visível na trilha sonora que conta com a participação da atriz Marci Madison em “Uh Huh” uma das canções gravadas especialmente para o filme.

 

Outra cantora que aparece em Sin City é Lady Gaga, mas desta vez apenas atuando. Ela interpreta uma garçonete no filme, marcando a segunda colaboração da estrela do pop em projetos de Rodriguez. Em 2013, ela fez uma pequena participação em Machete Mata, sendo elogiada pelo diretor em ambos os filmes. Sin City: A Dama Fatal estreia dia 25 de setembro em todo o Brasil.

 

Ouça um preview da trilha do filme:

Mickey Rourke: O Selvagem da Motocicleta

Assim como Marv, seu personagem em Sin City: A Dama Fatal, Mickey Rourke é um rebelde – de temperamento difícil – e bom coração. Um indomável, ele teve seu notável talento revelado em Corpos Ardentes, filme que roubou de William Hurt e Kathleen Turner, em 1981. O nova-iorquino nascido em 16 de setembro de 1952, viveu na carreira inúmeros altos e baixos. Em grande parte por conta de seu gênio difícil e temperamento intempestivo, que resultou em brigas com diretores e colegas de elenco. Galã e rebelde oficial dos anos 80, atuou em longas como Quando os Jovens se Tornam Adultos, O Selvagem da Motocicleta – em papel icônico de um motoqueiro idolatrado pelo irmão (Matt Dillon), com direção de Francis Ford Coppola. A imagem de sedutor seguiu com o detetive veterano da polícia de Chinatown em O Ano do Dragão, e chegou ao ápice com 9 ½ Semanas de Amor, em que formou com Kim Basinger, um dos pares românticos mais famosos daquela década. Mesmo ambos não tendo uma relação cordial nos bastidores. Por conta do sucesso do filme, foi alçado a condição de astro em países da América Latina e Europa – em São Paulo e Paris, o filme ficou em cartaz por cerca de dois anos.

Disposto a desvencilhar sua figura de ator da persona galã, Rourke investiu em projetos como o terror faustiano Coração Satânico de Alan Parker, em que interpretou o detetive Harry Angel, e o drama sobre o escritor Henry Chinaski, Barfly – Condenados pelo Vício. Ganhou peso como resultado da composição para os dois personagens. Ainda nessa época – meados dos anos 80, se envolveu em nova polêmica ao filmar Prece para Um Condenado. No longa do diretor inglês Mike Hodges, Rourke interpretava um ativista do Exército Republicano Irlandês, o IRA. O ator passou meses com membros dessa organização, posteriormente demonstrou simpatia pela causa. Terminou a década enfrentando os primeiros problemas na carreira, com os fracassos de longas como o drama pessoal Homeboy – Chance de Vencer – que escreveu o roteiro em homenagem a sua paixão pelo boxe, Um Rosto Sem Passado, e o descartável drama erótico Orquídea Selvagem, em que conheceu a ex-esposa Carré Otis, com quem teve brigas homéricas durante o relacionamento, e acusações de violência doméstica.

Arredio e sempre disposto a se auto sabotar – ele recusou estrelar grandes sucessos de bilheteria como Um Tira da Pesada, Top Gun – Ases Indomáveis, Rain Man, Duro de Matar e o cult Highlander – O Guerreiro Imortal, Rourke se afastou dos cinemas no início da década de 90, para se dedicar a carreira de boxeador. Foram pouco mais de dois anos nos ringues, num total de oito lutas, com seis vitórias, dois empates e nenhuma derrota. Além do bom retrospecto, Mickey ganhou nos ringues a destruição de sua face, tendo que ser submeter a uma cirurgia plástica de reconstituição, que com o passar dos anos se transformou em incontáveis intervenções.

O galã era coisa do passado, apenas imagens eternizadas nos filmes da década de 80. Em seu retorno às telas já não tinha o prestígio de outrora, sendo relegado a produções de pouca ou nenhuma repercussão como Bullet – em que atuou ao lado do amigo, o falecido rapper Tupac Shakur, e o filme de ação Vingança à Queima-Roupa. São também dessa época coisas como 9 ½ Semanas de Amor 2, caça níquel dispensável, e A Colônia, vivendo o antagonista de um Jean-Claude Van Damme já em decadência. Nessa época Rourke recusou o que seria a melhor oportunidade de sua carreira, a de viver o boxeador Butch Coolidge no aclamado Pulp Fiction – Tempo de Violência de Quentin Tarantino. O papel ficou com Bruce Willis.

A maré deu sinais de mudança, quando Mickey Rourke recebeu de Francis Ford Coppola um papel coadjuvante, porém marcante, no drama de tribunal O Homem Que Fazia Chover. Sylvester Stallone, Sean Penn, Robert Rodriguez e Tony Scott, respectivamente com O Implacável, A Promessa, Era uma vez no Mexico e Chamas da Vingança, foram outros nomes que estenderam a mão para o astro do passado. A volta a relevância artística aconteceria na segunda colaboração com Rodriguez, ao dar vida ao carismático Marv em Sin City – A Cidade do Pecado, sucesso de critica e público lançado em 2005. Três anos depois a consagração definitiva com O Lutador de Darren Aronofsky, em aclamada atuação indicada ao Oscar de melhor ator. Assim como Marv – personagem que Rourke revive de forma irrepreensível na sequência Sin City – A Dama Fatal, ele tem suas feridas já cicatrizadas. Um rebelde de coração nunca enjaulado.

Veja uma cena exclusiva com Mickey Rourke:

Sin City: A Dama Fatal – Marv enfrenta Mamute (cena exclusiva)